domingo, 20 de junho de 2010

CBC - Conteúdos Básicos Comuns

CBC - UMA PROPOSTA CURRICULAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS

A proposta curricular do estado de Minas Gerais sugere a autonomia do professor no desenvolvimento de seu trabalho.
As diretrizes propõem ideias novas a partir das que já existem, e também uma construção de relações contextualizadas voltadas ao social, ou seja, no dia a dia do aluno.
As diretrizes têm como meta ampliar a noção de conhecimento englobando: conceitos, procedimentos, valores e atitude.
Os conceitos são os nossos instrumentos de assimilação. Um dos mais graves problemas do ensino de ciências é o excesso de definições e termos a serem memorizados, sem que traduzam uma compreensão mais significativa dos objetos em estudo. Memorizar uma definição correta não garante a compreensão das relações envolvidas.
A aprendizagem de procedimentos implica aprender a fazer, necessitando efetivamente fazer.

Organização de conteúdos a partir de temas de estudo

Geralamente os estudantes têm dificulades de relacionar o conteúdo de ciências com a vida cotidiana.
Desse modo, ao escolher os tópicos de conteúdos a serem trabalhados, os professores de ciências (e outras disciplinas), devem escolher temas importantes e próximos da realidade do estudante facilitando assim, a compreesão de conceitos básicos de ciências.

A integração dos saberes disciplinares

É preocupante a forma fragmentada que vem sendo tratada os conteúdos das ciências nas quatro últimas séries do ensino fundamental.
É de extrema importância estabelecer diálogos e conexões entre as abordagens de conteúdos químicos, físicos e biológicos. É comum separar, por série, os conteúdos a serem abordados no ensino de ciências. Esta separação dificulta o estabelecimento de relações e, portanto, a contrução de modelos explicativos.
A interdisciplinaridade também é importante no processo de aprendizado e estabelecimento de relações, devendo decorrer do compromisso maior de cada disciplina ou área de conhecimento, com a realidade e com o mundo fora da escola.

Caráter disciplinar

Os conteúdos de ciências apresentam um caráter disciplinar. A escolha de temas resguarda a especificidade das diversas ciências. Por exemplo, ao se tratar um tema relativamente complexo para o ensino fundamental, além de dificultar o aprendizado poderíamos gerar um falso contexto.

A recursividade dos conteúdos

A recursividade promove o aprendizado e o desenvolvimento progressivo no processo de socialização do estudante. A abordagem de certos conteúdos feita de modo recursivo permite o tratamento de conceitos e abilidade em diferentes níveis de complexidade e em diferentes contextos, ao longo do processo de escolarização, devendo envolver Conteúdos Básicos Comuns (CBC) e conteúdos complementares a eles relacionados e distribuídos ao longo deste processo.

Critérios para definição de tópicos do currículo
A Proposta Curricular é composta por alguns Conteúdos obrigatórios que devem ser ensinados em todas as escolas da Rede Estadual de Ensino de Minas Gerais.
Já os conteúdos complementares ficam a critérios de cada escola na definição d eseu plano de trabalho.
Na Proposta Curricular são indicados alguns de grande relevância, porém o educador ou a escola deverá adequar ou optar por outros conteúdos que atendam a demanda de estudantes, características regionais ou projetos de trabalho, sejam eles interdisciplinar ou da área de ciências.

Eixos, temas e tópicos do currículo

A Proposta Curricular de Ciências Naturais se desenvolve em torno de três eixos curriculares: Ambiente e Vida; Corpo Humano e Saúde; e Contruindo Modelos. Os eixos definen diretrizes gerais que permitem aglutinar aspectos do curriculo.
O eixo Contruindo Modelos está presente nas temáticas dos demais eixos. Isso porque a ciência desenvolve modelos para tratar aspectos de inter-relações entre organismos e para compreender as mudanças nos ambientes, assim como também para enteder a causa das doenças e descrever procedimentos para preservar a saúde, procurando relacionar temas e tópicos com os eixos que se destacam com maior relevância no seu ensino.

Interações do corpo com estímulos do ambiente

As escolhas mais difíceis foram aquelas relativas ao eixo contruindo modelos, pois todo conhecimento científico envolve a construção de modelos teóricos que nos permitem fazer previsões e estabelecer e explicar por que ficamos doentes (infecções viróticas e bacterianas, verminoses, tumores, etc.); para descrever as interações e interdependências entre seres vivos em um dado ambiente; para explicar a diversidade e a diversificação das espécies ao longo do tempo, para explicar como os organismos interagem com fatores ambientais e reagem a seus estímulos, entre tantos outros.
Podemos generalizar afirmando que o eixo Construindo Modelos perpassa toda e qualquer tema de estudo das ciências naturais.

Odernação dos conteúdos

Como todo currículo temático, esta Proposta Curricular pode ser desenvolvida em diferentes sequência. Por exemplo: pode-se optar por desenvolver um dado eixo curricular ao longo de uma dada série ou ano escolar ou, em lugar disso, pode-se distribuir os eixos ao longo dos quatro anos do curso. Uma solução viavel é de incluir, em todos os anos do ciclo, tópicos de cada um dos eixos curriculares. Os temas podem, também ser desenvolvidos parcialmente em uma série e retomados em outra. É o caso do tema Sexualidade, que pode ser iniciado na sexta série com as "Mudanças na adolescência" (tópico complementar) e retornar na sétima série com "Reprodução humana: características e ação hormonal" e "Métodos contraceptivos".
A presente proposta curricular preserva o espaço de autonomia e tomada de decisões por parte dos professores e equipes de professores nas escolas. É fundamental que cada escola, por meio de decisão da equipe de professores, elabore seus planos plurianuais de curso, evitando que determinado temas do currículo sejam trabalhados à exaustão, enquanto outros não são ensinados.
As informações acima são uma breve síntese do documento que consta na integra neste link: crv.educacao.mg.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário